Introdução

A família como foco dos cuidados de enfermagem deverá ser entendida como refere Ostlund et al (2015) como unidade de cuidado. Para a compreensão da família como unidade de cuidado, é essencial a sua concetualização através de um novo paradigma, com uma abordagem que permita a compreensão da sua estrutura, funcionalidade e processos de desenvolvimento, assente numa prática específica e direcionada para a capacitação face às exigências do ciclo vital. Neste sentido, várias organizações/entidades nacionais e internacionais têm reconhecido o enfermeiro de família como especialista em saúde familiar, designadamente: o Ministério da Saúde (Despacho nº 200/2016, ponto 2, de 7 janeiro), a Ordem dos Enfermeiros (OE), a International Family Nursing Association (IFNA) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O enfermeiro de família, é um profissional da equipa multidisciplinar de saúde, que assume responsabilidade pela prestação de cuidados de enfermagem às famílias, em todos os processos de vida, nos vários contextos da comunidade. Neste sentido, a Escola Superior de Saúde Vale do Ave, propõe a Pós-Graduação em Enfermagem de Saúde Familiar, que se encontra estruturada com base no programa formativo aprovado pela OE, com a finalidade de capacitar e desenvolver nos enfermeiros competências específicas que permitam cuidar da família como unidade de cuidados.

Para que o desempenho dos profissionais acompanhe as exigências e desafios das famílias, face à evolução tecnológica e á evidência científica é necessário repensar as práticas e ao mesmo tempo a formação em enfermagem. A proposta apresentada, pretende colocar em prática dinâmicas de ensino/aprendizagem atuais e inovadoras, que permita aos enfermeiros, participar ativamente no seu processo de aprendizagem, adotando um exercício profissional autónomo na avaliação e planeamento de cuidados, nomeadamente, na tomada de decisão em processos de avaliação e intervenção familiar, nas diferentes fases do ciclo de vida da família, ao nível da prevenção primária, secundária e terciária.

Data de realização do curso

outubro de 2020

Áreas de conhecimento

  • Enfermagem

Estrutura curricular

U.C.1 - A Família como Unidade de Cuidados

1 - Conceções estruturantes: família(s), famílias em transformação e Enfermagem de Saúde familiar;

2 - Famílias, Cultura(s), Género e Poder;

3 - Transições familiares: desenvolvimentais, saúde-doença e situacionais;

4 - Processo de cuidados de enfermagem à família;

5 - Cuidar dos cuidadores informais, autonomia/dependência e fim de vida;         

6 - Prática baseada na evidência em torno da família como unidade de cuidados.

U.C.2 - Indivíduo ao longo do ciclo vital, inserido na família, aos diferentes níveis de Prevenção

1 - O cuidar antropobiopsicossocial, cultural e espiritual no âmbito da:

a) Saúde infantil e juvenil;

b) Saúde sexual e reprodutiva;

c) Saúde do Adulto e Idoso;

d) Gestão da doença crónica, autocuidado e literacia;

e) Prática baseada na evidência em torno do individuo na família.

U.C.3 - Modelos e Técnicas de Avaliação e Intervenção Familiar

Individuo e Família enquanto parceiros de Cuidados;

Modelo de avaliação e modelo de intervenção de Calgary;

Modelo dinâmico de Avaliação e Intervenção familiar;

Cuidar em enfermagem baseado nas forças;

Instrumentos de avaliação familiar;

Técnicas de intervenção colaborativas;

Processo de enfermagem de saúde familiar.

U.C.4 - Comunicação e Interação

Comunicação na relação terapêutica;

Comunicação entre equipas e referenciação;

Sistemas de Informação em Saúde e Taxonomia em Enfermagem Familiar;

Promoção da Enfermagem de Saúde Familiar através dos midia.

U.C.5 - Referenciais sociopolíticos e epistemológicos

Políticas sociais e de saúde da família;

Políticas internacionais para o desenvolvimento da enfermagem de Saúde Familiar;

Cuidados de Saúde Primários em Portugal: políticas sociais e de saúde;

A Enfermagem de Saúde Familiar em Portugal;

Estado da arte em Enfermagem de Saúde Familiar;

Referenciais epistemológicos e de enfermagem de saúde familiar.

Acreditação(ões)

A Pós-Graduação em Enfermagem em Saúde Familiar é um curso de formação acreditado pela Ordem dos Enfermeiros, para efeitos de qualificação profissional, com a atribuição de 3,5 CDP e para acesso a aquisição de competências.

A obtenção de competência acrescida não depende exclusivamente da frequência deste curso, implicando outros requisitos definidos pela Ordem dos Enfermeiros.

Documentação necessária de candidatura

Preenchimento do boletim de candidatura online: https://inscricoes.cespu.pt/formacao;
Curriculum Vitae;
Fotocópia do Certificado de Habilitações; 
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão (opcional); 
Cheque ou comprovativo de transferência para o IBAN PT 50 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura (50 euros).

Informação e contactos

CESPU - Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

1 – Compreender a família como um sistema aberto e componente da unidade de cuidados;

2 – Compreender o ciclo vital da família, identifica crises normativas e crises acidentais;

3 – Desenvolver conhecimentos para avaliar e intervir nas diferentes tipologias familiares;

4 – Desenvolver métodos e técnicas de interação e comunicação com a família e equipas de saúde;

5 – Refletir sobre a mutação familiar e diferentes contextos de cuidar da família.

Metodologia

Face à pandemia do COVID-19, algumas sessões poderão decorrer em videoconferência.

Destinatários

Licenciados em Enfermagem

Candidatura e selecção

Segunda fase de candidaturas até 20 de setembro de 2020.

A seleção é realizada por ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

24

Carga horária

210 horas

Unidades de crédito do curso

30

Critérios de aprovação

 O número de faltas não poderá exceder 25% da carga horária.

Duração e regime

A formação decorrerá de outubro de 2020 a outubro de 2021. As aulas decorrerão às sextas-feiras das 17h às 21h e aos sábados das 9h às 13h e das 14h às 18h, quinzenalmente.

Cronograma

2020

23 e 24 de Outubro

6, 7, 20 e 21 de Novembro

4 e 5 de Dezembro

2021

8, 9, 23 e 24 de Janeiro

5, 6, 26 e 27 de Fevereiro

12, 13, 26 e 27 de Março

9, 10, 23 e 24 de Abril

14, 15, 28 e 29 de Maio

25 e 26 de Junho

9 e 10 de Julho

10 e 11 de Setembro

1 e 2 de Outubro

PROVISÓRIO

O Cronograma poderá sofrer alterações por parte da Coordenação Pedagógica, sendo comunicado atempadamente.

Corpo docente

Assunção Magalhães, Mestre

Especialista em Enfermagem de Reabilitação. Mestre em Bioética e Ética Médica. Funções de Gestão desde 2006 (enfermeira Chefe), com Pós Graduação em Gestão de Unidades de Saúde em 2015. Comissões: Membro da Comissão de Ética para a Saúde da ARS Norte. No ACeS Póvoa de Varzim/Vila do Conde é Membro da Comissão da Qualidade e Segurança, Membro da Comissão Executiva Permanente da Direção de Enfermagem, do Conselho Coordenador de Avaliação e da Comissão Paritária. Representante da Saúde na Rede Social de Vila do Conde, na Rede Social da Póvoa de Varzim, no Conselho Municipal da Educação e na Equipa DAP (Abordagem Pluridisciplinar da Deficiência).

Carlos Sequeira, Prof. Doutor

Doutoramento em Ciências de Enfermagem. Professor Coordenador na Escola Superior de Enfermagem do Porto. Várias publicações de artigos em revistas especializadas e em actas de eventos, possui capítulos de livros e 18 livros publicados. Orientador de teses de doutoramento e Mestrado. Atualmente participa em 4 projectos de investigação, sendo que coordena 2 destes. Atua nas áreas de Ciências Sociais com ênfase em Outras Ciências Sociais e Ciências Médicas com ênfase em Outras Ciências Médicas. Os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Enfermagem, Saúde Mental, Boas Práticas, Idosos, Intervenções, Cuidadores, Demências, Diagnósticos, CIPE e Sobrecarga.

Conceição Moura, Mestre

Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica. Mestre em Bioética. A frequentar o Curso de Doutoramento em Enfermagem, na Universidade Católica do Porto. Curso de Formação Avançada em Supervisão e Tutoria Clínica, pela Universidade Católica do Porto. Curso de especialização em cuidados paliativos, pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Enfermeira na Unidade de Cuidados na Comunidade Braga Saudável, do ACeS Cávado I-Braga, desde janeiro de 2015, responsável pelo projeto Equipa de Cuidados Continuados Integrados.

Fernanda Pombal, Enfa.

Especialista em Enfermagem Comunitária. Doutoranda em Enfermagem Avançada, Universidade Católica Portuguesa, Instituto de Ciências da Saúde (Porto). Pós-graduação em Ciências de Educação e Formação Multimédia, Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional de Braga, Faculdade de Ciências Sociais. Coordenadora da Unidade de Cuidados na Comunidade de Amares desde setembro de 2017. Membro do Grupo Regional de Peritos em Saúde Escolar da Ordem dos Enfermeiros desde Março de 2017.

Henriqueta Figueiredo, Profª. Doutora

Doutoramento em Enfermagem. Mestre em Psicologia. Professor Coordenador na Escola Superior de Enfermagem do Porto. Curso de Terapia Familiar e Intervenção Sistémica. Pós-Graduação em Terapia da Casal. Regente de unidades curriculares na area da saúde familiar. Vários artigos em revistas especializadas e capítulos de livros e 4 livros publicados

Isabel Araújo, Profª. Doutora

Docente do IPSN-ESSVA. Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica. Mestre em Educação Especialidade Educação para a saúde. Doutora em Ciências de Enfermagem - Universidade do Porto. Tese de Doutoramento” CUIDAR DA FAMÍLIA COM UM IDOSO DEPENDENTE: FORMAÇÃO EM ENFERMAGEM. Diretora Departamento das Ciências da Saúde da ESSVA. Coordenadora Curso de Licenciatura em Enfermagem.

Lurdes Teixeira, Profa. Doutora
  • Licenciada em Sociologia e Mestre em Relações Interculturais e doutorada em Sociologia, com especialização em Sociologia da Saúde.
  • Professora Adjunta Principal /Professora Auxiliar da CESPU (Instituto Politécnico de Saúde do Norte e Instituto Universitário de Ciências da Saúde) e Investigadora Integrada do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, Instituto Universitário de Lisboa (CIES - IUL).
  • Tem desenvolvido vasta investigação na área das políticas de saúde, gestão e envelhecimento. 
Nuno Araújo , Mestre

Docente Departamento de Ciências da Saúde – ESSVA. Especialista em Enfermagem de Reabilitação. Mestre em Ciências Empresariais. Coordenador Pedagógico do Executive Master em Gestão e Administração em Saúde na CESPU. Consultor Internacional em projetos EuropeAid – Gestão em Saúde, Recursos Humanos e Formação (Moçambique 2014-2016) – Gestão em Saúde, Saúde Pública, Saúde Comunitária, Materna, Infantil (Guiné 2018-2021). Membro da Comissão Técnico-Científica da Associação Portuguesa de Enfermeiros Gestores e Liderança.

Pedro Melo, Prof. Doutor

Doutoramento em Enfermagem. Especialista em Enfermagem Comunitária. É responsável pelo projeto de investigação "Modelo de Avaliação, Intervenção e Empoderamento Comunitário - a comunidade como cliente dos enfermeiros" no Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde da Universidade Católica Portuguesa e investigador colaborador no projeto integrado no CINTESIS - Modelo Dinâmico de Avaliação e Intervenção Familiar - uma ação transformativa em CSP. 

Sónia Campos, Profª. Doutora

Doutoramento e licenciatura em Psicologia. Psicóloga no INEM desde 2004. Formadora convidada em diversos cursos na área da intervenção em crise e emergência psicológica. Educator Master Class (20h) European Resuscitation Council, Praga.