Introdução

O exercício da Enfermagem Perioperatória teve o seu início em 1889 nos Estados Unidos, tendo sido considerada a primeira Área de Especialização em Enfermagem. Em 1933 foi lecionado no mesmo país, o primeiro curso avançado para as enfermeiras da sala de operações. Desde então e progressivamente, os enfermeiros que exercem a sua atividade profissional nesta área específica vêm sendo reconhecidos na sua prática, surgindo cada vez mais formação especializada como exigem os cuidados de enfermagem perioperatórios.

A Enfermagem Perioperatória é definida pela AESOP - Associação dos Enfermeiros de Salas de Operações Portugueses,  como sendo "o conjunto de conhecimentos teóricos e práticos utilizados pelo Enfermeiro da sala de operações através de um processo programado, pelo qual, o Enfermeiro reconhece as necessidades do doente a quem presta ou vai prestar cuidados, executa-os com destreza e segurança e avalia-os apreciando os resultados obtidos do trabalho realizado."

Como tal, o Curso de Pós-graduação de Enfermagem em Instrumentação Cirúrgica pretende a formação técnico-prática nesta área específica referente à instrumentação cirúrgica. Visa colmatar lacunas na formação base dos enfermeiros do perioperatório, fornecendo conhecimentos teóricos e teórico-práticos relativamente aos enfermeiros circulantes, de anestesia e especificamente na área de instrumentação cirúrgica em cirurgia geral e nas diferentes especialidades de cirurgia de ambulatório, saúde infantil, obstetrícia e ginecologia, ortopedia e traumatologia, permitindo aos profissionais ficarem mais qualificados nesta área tão específica do cuidar em enfermagem.  Assim sendo, para a realização dos cuidados de Enfermagem Perioperatória é necessário um conjunto de competências das áreas do saber, saber fazer e saber ser e, como a sua própria história nos informa, este conjunto de saberes apresentam uma especificidade muito própria. Assim, o Enfermeiro Perioperatório tem como funções "identificar as necessidades do doente⁄família, para elaborar e por em prática um plano individualizado de cuidados que coordene as acções de enfermagem, baseadas no conhecimento das ciências humanas e da natureza, a fim de restabelecer ou conservar a saúde e o bem-estar do indivíduo antes, durante e após a cirurgia." (AORN, 1998)

Data de realização do curso

Abril de 2020

Áreas de conhecimento

  • Enfermagem

Estrutura curricular

UNIDADE CURRICULAR 1 – RECURSOS MATERIAIS E HUMANOS

  • Abordagem da Enfermagem no Bloco Operatório;
  • Materiais e Equipamentos Cirúrgicos;
  • Equipamentos de proteção individual e antissepsia do profissional;
  • Desinfeção e Esterilização do Material;
  • Controlo de Infeção Hospitalar na Unidade do Bloco Operatório.


UNIDADE CURRICULAR 2 - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA INSTRUMENTAÇÃO CIRÚRGICA

  • Tipologia do Doente Cirúrgico;
  • A Enfermeira Instrumentista antes, durante e após a cirurgia;
  • Cirurgia do Ambulatório
  • A Instrumentista e os Materiais Cirúrgicos.


UNIDADE CURRICULAR 3 - INSTRUMENTAÇÃO EM CIRURGIA GERAL

  • Anatomia e Fisiologia da Cavidade Abdominal;
  • Patologia Cirúrgica em Cirurgia Geral;
  • Instrumentação Cirúrgica em Cirurgia Geral.

.
UNIDADE CURRICULAR 4 - INSTRUMENTAÇÃO EM CIRURGIA PEDIÁTRICA

  • Patologia Cirúrgicas na Infância;
  • Instrumentação Cirúrgica.


UNIDADE CURRICULAR 5 - INSTRUMENTAÇÃO EM GINECOLOGIA

  • Anatomia e Fisiologia do Aparelho Genital Feminino;
  • Patologia Cirúrgica em Ginecologia;
  • Instrumentação Cirúrgica em Ginecologia.


UNIDADE CURRICULAR 6 - INSTRUMENTAÇÃO EM OBSTETRÍCIA

  • Anatomia e Fisiologia do Aparelho Reprodutor;
  • Patologia Cirúrgica em Obstetrícia;
  • Instrumentação Cirúrgica em Obstetrícia.


UNIDADE CURRICULAR 7 - INSTRUMENTAÇÃO EM TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA

  • Anatomia e Fisiologia do Esqueleto;
  • Patologia Cirúrgica em Ortopedia;
  • Instrumentação Cirúrgica em Traumatologia e Ortopedia.

ESTÁGIO

Documentação necessária de candidatura

Preenchimento do boletim de candidatura online: https://inscricoes.cespu.pt/formacao;
Curriculum Vitae;
Fotocópia do Certificado de Habilitações; 
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão (opcional); 
Cheque ou comprovativo de transferência para o IBAN PT 50 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura (50 euros).

Observações

NOTA: Os conteúdos relativos a esta Pós-Graduação podem estar suscetíveis a alterações pontuais.

Informação e contactos

CESPU-Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Gandra - Paredes
Campus Universitário de Gandra - Paredes
R. Central de Gandra, 1317
4585-116 GANDRA PRD - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

  • Desenvolver conhecimentos teórico-científicos e práticos no enfermeiro como instrumentista na unidade do bloco operatório;
  • Elucidar os formandos no manuseamento dos instrumentos cirúrgicos necessários para a realização das intervenções cirúrgicas;
  • Descrever os principais procedimentos do bloco operatório e aprender a trabalhar de forma estandardizada;
  • Colocar corretamente mesas de instrumentação de diferentes especialidades;
  • Identificar os instrumentos gerais e específicos de cada cirurgia;
  • Identificar e saber utilizarem os principais equipamentos do bloco operatório;
  • Avaliar as prioridades em situações de urgência no decorrer da cirurgia;
  • Controlar a assepsia cirúrgica: manutenção do campo cirúrgico e mesa;
  • Identificar tipos de suturas e aplicação das mesmas;
  • Identificar e saber utilizarem as medidas de segurança e proteção do profissional.

Metodologia

Como plano pedagógico propõe-se aulas teóricas, teórico-práticas e práticas, ativas que estimulem a participação do formando.

Destinatários

Licenciados em Enfermagem.

Candidatura e selecção

Candidaturas até 20 de março de 2020.

Ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

30

Carga horária

540 Horas

Unidades de crédito do curso

43

Critérios de aprovação

O número de faltas não poderá exceder 20% da carga horária.
Aprovação em todas as unidades curriculares.

Duração e regime

O curso decorrerá de Abril de 2020 a julho de 2021. As aulas funcionam às Sextas-feiras das 18h00 às 22h00 horas e aos Sábados, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Cronograma

CRONOGRAMA

abril de 2020 a julho de 2021

Estágio a definir

Corpo docente

Ana Mota , Enfa.
  • Enfermeira Graduada e Especializada em Médico-Cirúrgica a exercer funções no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho EPE no Serviço de Endoscopia Respiratória, e no Bloco Operatório da Ordem da Trindade Porto.
  • Responsável pelo Projeto da Pós graduação em Instrumentação Cirúrgica
  • Colaboradora do corpo docente nos 7 módulos e Supervisora de Estágio desde a 1ª edição
  • Membro da Comissão Organizadora e Científica das I ás IX Jornadas em Instrumentação Cirúrgica 
Cláudia Patrícia Barros Maio, Enfa.

  • Curso de Licenciatura em Enfermagem - Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado
  • Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica - Escola Superior de Saúde Vale do Ave.
  • Enfermeira Especialista de Enfermagem Médico Cirúrgica no Bloco Operatório Central - Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/ Espinho.
  • Coordenadora Pedagógica da PG EIC desde a 1ª edição em 2009.
  • Responsável pelo Projeto da Pós graduação em Instrumentação Cirúrgica
  • Colaboradora do corpo docente nos 7 módulos e Supervisora de Estágio desde a 1ª edição
  • Membro da Comissão Organizadora e Científica das I ás IX Jornadas em Instrumentação Cirúrgica
Maria do Rosário Fátima Teixeira da Fonseca, Mestre
  • Curso de Enfermagem Geral.
  • Curso de Estudos Superiores Especializados em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica.
  • Curso Pós Graduação em Gestão Hospitalar.
  • Curso de Esterilização.
  • Mestrado em Saúde Pública na Faculdade de Medicina do Porto.
  • I Curso on-line de atualização em Gerenciamento em Enfermagem, Escola superior de enfermagem Porto.
  • Enfermeira especialista do Serviço de Neonatologia da Maternidade Júlio Dinis
  • Enfermeira chefe do Bloco Operatório e central de esterilização da Maternidade Júlio Dinis 
  • Enfermeira Coordenadora de Serviços da Maternidade Júlio Dinis
  • Conselho de Gestão do Departamento da Mulher e Neonatologia do CHP 
  • Enfermeira Chefe do serviço de Cuidados Intermédios da Urgência na Unidade Santo António, de 31 de março de 2011 a 8 julho de 2012.
  • Conselho de Gestão do Departamento da Mulher do Centro Responsabilidade Materno Infantil – de 9 de Julho de 2012 até 8 de Julho de 2013, como enfermeira responsável.
  • Conselho de Gestão do Departamento da Criança e do Adolescente e de Pedopsiquiatria de Saúde Mental da Infância e da Adolescência – 31 de Dezembro de 2012 até 8 de Julho de 2013, como enfermeira responsável.
  • Enfermeira Supervisora do Centro Materno Infantil do Norte, desde 9 de Julho de 2013 até á presente data
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 nas UCs I e II
Sandra Maria Carvalho Maia, Mestre
  • Mestre em Psicologia da Dor.
  • Especialização em Enfermagem de Médico – Cirúrgica.
  • Licenciatura em Enfermagem.
  • Desde 2007 - Especialista em Enfermagem na área de Médico Cirúrgica.
  • Coordenadora de enfermagem na Emergência Intra - Hospitalar Centro Hospitalar do Porto, EPE - Maternidade Júlio Dinis.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 nas UCs Ginecologia /Obstetrícia
Maria José Ramos, Enf.ª
  • Enfermeira Graduada no Bloco Operatório Central - Centro Hospitalar de São João.
  • Enfermeira instrumentista na Casa de Saúde da Boavista.
  • Licenciada em Enfermagem - Escola Superior de Enfermagem da Imaculada Conceição
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC Cirurgia Geral
Graça Rente, Enfa.
  • Enfermeira Especialista em Enfermagem de Reabilitação e responsável pelo Bloco Operatório de Cirurgia Geral do Hospital São João.
Maria João Schuller, Enf.ª
  • Desde 1997 Enfermeira no Bloco Operatório Central- CHSJ.
  • Concluiu 1º ano do Mestrado em Direção e Chefia de Serviços de Enfermagem - Escola Superior de Enfermagem do Porto (2017)
  • Pós Graduada em Gestão e Direção de Serviços de Saúde - Faculdade de Economia da Universidade do Porto
  • Licenciada em Enfermagem - Escola Superior de Enfermagem de Santa Maria
  • Enfermeira Especialista de Enfermagem em Reabilitação
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC de Cirurgia Geral
Paula Feiteira, Enfª.
  • Licenciatura em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto.
  • Desde 2000 trabalha no Bloco operatório Central do CH S. João, onde exerce predominantemente funções de Enfermeira instrumentista na área da Cirurgia Geral.
  • Exerce também funções de Enfermeira  de anestesia e Enfermeira circulante.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC de Cirurgia Geral
Teresa Pinheiro, Enfª.
  • Desde de Setembro de 2000 pertence ao HPP Saúde - Porto
  • Enfermeira do Bloco Operatório com as três funções dentro de um bloco operatório (enfermeira de anestesia,
  • circulante e instrumentista) mas como principal actividade a de enfermeira instrumentista.
  • Desde Junho de 1995 - Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde – Unidade da Póvoa de Varzim - Enfermeira do Bloco Operatório.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC Ortopedia/Traumatologia
José Alfredo Carvalho Cidade Rodrigues, Dr.
  • Assistente Graduado Sénior em Cirurgia Pediátrica.
  • Diretor do Departamento da Infância e Adolescência do Centro Materno Infantil do Norte (CMNI) integrado no Centro Hospitalar Universitário do Porto.
  • Professor Associado Convidado - ICBAS Universidade do Porto.
  • Colaborador do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC de Pediatria
Maria Amélia Simões Azevedo Martins, Enfa.
  • Curso de Enfermagem Geral. 
  • Curso de Estudos Superiores Especializados em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica.
  • Enfermeira Especialista desde 1999.
  • Enfermeira em serviço de Internamento em Pediatria Médica e Pediatria Cirúrgica.
  • Enfermeira em Bloco Operatório de Pediatria.
  • Enfermeira em Bloco Operatório de  Pediatria no Hospital de Sto António.
  • Desde Novembro de 2014 integra a equipa de Enfermagem do Bloco Operatório do Centro Materno Infantil do Norte (CMIN) integrado no Centro Hospitalar Universitário do  Porto
  • Responsável pela formação em serviço de 2003 até Outubro de 2014.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 na UC de Pediatria
Sara Ramos Azevedo, Dra.
  • Assistente Hospitalar de Ginecologia e Obstetrícia.
  • Grupo Trofa Saúde : Hospital Privado de Braga (Braga) /Hospital Privado de Gaia, Vila Nova de Gaia.
  • Desenvolve actividade assistencial na Consulta Externa, Bloco Operatório, Sector de Ecografia, Internamento dos serviços de Ginecologia e Obstetrícia.
  • Integra o Sector de Ecografia Obstétrica e Ginecológica, realizando sobretudo ecografia obstétrica.
  • Assistente Hospitalar de Ginecologia e Obstetrícia - Maternidade Júlio Dinis - Centro Hospitalar do Porto, EPE, Porto.
  • Desenvolveu actividade assistencial na Consulta Externa, Bloco Operatório, Sector de Ecografia, Serviço de Urgência, Internamento dos serviços de Ginecologia e Obstetrícia.
  • Foi responsável pela realização das consultas de Gravidez e Adolescência e de Abortamentos de Repetição.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 nas UCs Ginecologia /Obstetrícia
Rosa Oliveira, Enfa.
  • Licenciatura em Enfermagem.
  • Pós-Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica.
  • Pós-Graduada em Saúde Pública.
  • Pós-Graduada em Infeção Associada aos Cuidados de Saúde.
  • Mestranda em Infeção Associada aos Cuidados de Saúde.
  • Pós-Graduada em Administração e Gestão de Serviços de Saúde.
  • Exerce funções no CHVNGE como Membro Executivo do Grupo Coordenador Local do Programa de Prevenção e Controlo de Infeção e Resistência aos Antimicrobianos do CHVNGE.
  • Coordenadora Local da Campanha das Precauções Básicas e Higiene das Mãos.
  • Responsável pela Formação de Prevenção e Controlo de Infeção no referido Grupo.
  • Docente na Pós-graduação de Enfermagem de Instrumentação Cirúrgica (CESPU) onde leciona o módulo de Controlo de Infeção no BO.
Cristina Melo, Enfa.
  • Enfermeira Graduada no Bloco Operatório do Hospital de S. Sebastião.
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição no módulo I em cirurgia do ambulatório.
Susana Graça, Dra.
  • Assistente Hospitalar de Cirurgia Geral no CHVNG/E.
  • Curso de Suporte imediato de vida (CHVNG/E).
  • Curso de  ATLS – Advanced Trauma Life Support  (HSJ).
  • Curso de iniciação à cirurgia laparoscópica (Sociedade portuguesa de cirurgia).
  • Curso de traqueostomia percutânea (HGSA).
  • Pós-Graduação em Cirurgia Endócrina (Sociedade Europeia de Cirurgia Endócrina – Suécia).
  • Curso de Ecografia Cervical e Biópsia Aspirativa promovido pela SPCIR no congresso Nacional em 2016 – Figueira da Foz.
  • Curso de SAV e Trauma da VMER (INEM). Curso de Médico Regulador (INEM).
  • Colaboradora do corpo docente desde a 4ª edição na UC de Cirurgia Geral
Anabela Garcia, Enfª.
  • Enfermeira graduada no bloco operatório do CICA –CHP. Enfermeira no Bloco Pediátrico do Hospital Maria Pia até 2011.
  • Desempenhou sempre funções nas varias especialidades e nas diferentes funções ( instrumentista,
  • anestesia, circulante , recobro e pós operatório)
  • Colaboradora do corpo docente desde a 1ª edição em 2009 nas UC de Pediatria