Introdução

O exercício da profissão de técnico de radiologia permite a estes profissionais desempenhar as suas funções, tendo em conta a informação clínica, intervindo na conceção, programação, planeamento, realização e avaliação de todos os exames na área da radiologia, com vista ao diagnóstico e tratamento do doente. É ainda da responsabilidade deste profissional a utilização de técnicas e normas de proteção e segurança radiológica no manuseamento de fontes de radiações ionizantes e não ionizantes, bem como na colaboração de procedimentos no âmbito da radiologia de intervenção.

O Técnico de Radiologia contribui assim decisivamente para o diagnóstico final cabendo-lhe a responsabilidade de realizar exames no âmbito da radiologia convencional, tomografia computorizada, ressonância magnética, mamografia, ultrassonografia, densitometria óssea e radiologia de intervenção.

A coordenação do curso de radiologia do ESSVA decidiu implementar, um conjunto de iniciativas que proporcionarão aos profissionais de radiologia uma formação complementar em radiologia em áreas de interesse e especificidade avançada.

A elaboração deste currículo pretende cimentar e fomentar o aumento de competências em radiologia de intervenção, que proporcionem um desempenho profissional autónomo, eficaz, eficiente e responsável nesta área de diagnóstico. A elaboração de uma formação online, proporciona o acesso a grupos de profissionais muito mais abrangentes e dispersos, nomeadamente a países Europeus e da América do Sul.

Auscultando o mercado de trabalho, facilmente se depreende que a formação inicial (atual e especialmente anterior à reestruturação dos cursos tendo em conta o Tratado de Bolonha) dos Técnicos de Radiologia, apesar de essencial, não os capacita totalmente para o desempenho autónomo, responsável nesta área de intervenção, é nesta constatação que assenta a necessidade de uma formação mais específica nesta área do saber.

A necessidade de aprofundamento, evolução e melhoria das competências e conhecimentos científicos nesta área, a formação ao longo da vida, pós graduada, sustentada e defendida pelo Tratado de Bolonha, entidades nacionais e internacionais que representam a nossa profissão sustentam e justificam esta pós graduação.

 

Data realização do curso

Abril de 2017

Estrutura curricular

U.C. 1 – Anatomofisiologia

U.C. 2 – Radiologia de Intervenção Vascular

U.C. 3 – Gestão do Risco e Segurança do Doente em Radiologia

U.C. 4 – Radiologia de Intervenção não Vascular

U.C. 5 - Equipamentos e Consumíveis em Radiologia de Intervenção

U.C. 6 – Processamento de Imagem em Radiologia de Intervenção

U.C. 7 – Proteção e Segurança Contra Radiações

U.C. 8 – Física das Radiações

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass;
Fotocópia do Certificado de Habilitações; 
Preenchimento do boletim de candidatura (ver anexo);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão(opcional); 
Cheque ou comprovativo de transferência para o IBAN PT50 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura (50 euros).

Informação e contactos

CESPU-Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Proporcionar aos alunos a aquisição de um conjunto de competências teóricas na área das ciências radiológicas, vertente radiologia de intervenção, Fornecer competências aos alunos para que sejam capazes de realizar os exames da área da radiologia de intervenção, programação, execução e avaliação de todas as técnicas radiológicas ao dispor da radiologia de intervenção, particularmente nas áreas da Radiologia convencional, Mamografia, Ecografia, RM e TC. Pretende-se que os profissionais de radiologia aumentem e alarguem o conhecimento relativo a esta área de forma científica, alicerçada em conhecimentos teóricos; Preparar os alunos para a conceção, planeamento, organização, execução e avaliação de exames do foro da Radiologia de Intervenção; Evidenciar conhecimentos de anatomia normal, incluindo o seu desenvolvimento e modificação desde a vida fetal até à idade avançada; Identificar os processos patológicos e os parâmetros fisiológicos; Proporcionar aos alunos aptidões para a aplicação e análise dos resultados dos protocolos utilizados em Radiologia de Intervenção; Compreender os enquadramentos legislativos, político, ético e de investigação que fundamentam, informam e influenciam a sua prática profissional; Proporcionar aos alunos aptidão para a aplicação de diferentes métodos e técnicas, no âmbito da Radiologia de Intervenção, com vista à obtenção de diagnóstico e terapêutica com recurso à radiologia; Motivar os alunos para a procura de novos conhecimentos, de novas formas de resolver problemas e novas formas de atuação; Proporcionar aos alunos aptidões para a conceção, planeamento, organização e concretização de um plano de intervenção adequado às necessidades individuais de cada doente, tendo em conta a informação clínica, o estado do paciente e o objetivo final da realização do exame; bem como aptidão para análise da implementação desse plano e introdução de alterações sempre que necessário; Dotar os alunos de uma experiência intelectualmente estimulante que lhes permita desenvolver competências, capacidades e atitudes a exercer em diferentes contextos profissionais; Dotar os alunos de capacidade de transmitir informação de uma forma correta e clara em situações sociais e científico-profissionais, tendo em conta o ambiente profissional em que se encontram; Desenvolver competências de trabalho sistemático e rigoroso, com sentido crítico; Aumentar a eficácia, eficiência e produtividade do seu trabalho; Investir na formação ao longo da vida, obtendo formação e aptidões que demonstrem ser essenciais à sua atividade profissional; Comportar-se de acordo com códigos de conduta profissional.

Destinatários

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica – Radiologia e outros profissionais de saúde com interesse na área da radiologia de intervenção.

Candidatura e selecção

Candidaturas até 24 de março de 2017.

Nº de vagas para o curso

100

Carga horária

270 horas lectivas

Unidades de crédito do curso

30

Critérios de aprovação

As estratégias de avaliação deverão, sempre que possível, ser diversificadas, adaptando-se às características específicas de cada unidade curricular, do tipo de ensino utilizado. Sugere-se, no entanto, que em cada unidade curricular não sejam aplicadas mais que duas tipologias. O diploma de Pós Graduado em Radiologia de Intervenção só será emitido aos alunos que obtiverem aprovação a todas as unidades curriculares.

Duração e regime

As aulas serão colocadas numa plataforma digital para consulta futura pelos alunos. Em 10% da carga horária de cada UC, as aulas serão lecionadas online em contato direto através de uma plataforma informática.

Corpo docente

Armindo Renato Sousa, Dr.

Bacharel em Radiologia pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Licenciado em Radiologia Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Pós-Graduado em Gestão de Unidades de Saúde pela CESPU, Professor Especialista em Radiologia pela CESPU; Coordenador do Curso de Radiologia da ESSVA-CESPU; Coordenador do serviço de Radiologia do Centro Hospitalar do Médio Ave. Docente Ensino Superior.

 

Fernando Marinho , Dr.

Licenciado em Radiologia pela ESTSP. Técnico de Radiologia no centro hospitalar de gaia. Experiência profissional e de formação na área da radiologia de intervenção.

Francisco Javier Moral de Alcaide , Dr.

Técnico Especialista en Radiodiagnóstico, en H.G.U. Gregorio Marañón

Licenciado em Radiologia pela Escola Superior de Tecnologia da Saude de Coimbra

Hospital General Universitario GREGORIO MARAÑÓN.

Francisco Javier Ordóñez Gil, Dr.

Técnico Especialista em Radiodiagnóstico pelo Ministério da Educação e Ciência, Madrid. Técnico de Radiologia no Hospital Geral Universitário Gregorio Marañón (Madrid). Experiência em formações como formadora na área da radiologia.

Francisco Jiménez Gálvez, Mestre

Técnico Especialista em Radiodiagnóstico pelo Hospital General Gregorio Marañón. Licenciado em Radiologia pela ESTS de Coimbra. Mestre em Prevenção de Riscos Ocupacionais pela Universidade Francisco de Vitoria em Espanha. Secretário-geral da AETR.

Técnico de Radiologia no Hospital General Universitário de Getafe (Madrid).

Várias participações em publicações e revistas científicas, com muita experiência em formações na área como formador, responsável pela formação na AERT.

Javier González Rico, Dr.

Técnico Superior Imagem e  Diagnóstico. Hospital Clínica Puerta de Hierro de Madrid. Licenciado em radiologia pela ESTS de Coimbra. Mestrado em  Bioética. UCAM de Murcia. Técnico de Radiologia na comunidade de Madrid, no  Hospital de El Escorial. Experiência em formações como formador na área da radiologia.

José Carlos Morais, Mestre

Bacharel em Radiologia pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Coimbra. Licenciado em radiologia, Mestrado em Ciências da Educação, Professor especialista em radiologia. Pós Graduação em RMN pelo ISAVE. Docente do ensino superior, Téc. diagnóstico e terapêutica  no Hospital Senhora Oliveira. Vários anos de lecionação da Unidade Curricular respetiva.

Juan Alfonso Soria Jerez, Dr.

Técnico Especialista em Radiodiagnóstico pelo Instituto de Formación Profesional “Carlos María Rodríguez de Valcárcel”. Centro adscrito a la Escuela de Técnicos del Hospital General Universitario “Gregorio Marañón”. Licenciado em radiologia pela ESTS de Coimbra. Mestrado em prevenção de riscos laborais pela Universidade Francisco de Vitoria de Madrid. Técnico de Radiologia, Vice-Presidente da AERT. Experiência em formações como formadora na área da radiologia.

María Jesús Suárez Hernández, Dra.

Licenciada em radiologia pela ESTS de Coimbra. Técnica de Radiologia no Hospital Galdakao-Usansolo. Osakidetza-Serviço Vasco de saúde.

Serviço de Radiodiagnóstico, área de Diagnóstico Mamário. Presidente da Asociación Española de Técnicos en Radiología (AETR). Experiência em formações como formadora na área da radiologia de intervenção.

Maria Pilar González López, Dra.

Técnico Especialista en Radiodiagnóstico, pelo Hospital Puerta de Hierro de Madrid. Instituto Politécnico de Formación Profesional “Virgen de la Paloma” de Madrid. Licenciada em radiologia pela ESTS de Coimbra. Técnica de Radiologia no Hospital Universitario Severo Ochoa - Espanha. Experiência em formações como formadora na área da radiologia.

Marta Soto , Dra.

Técnica Especialista em Radiodiagnóstico pela Escuela Bonanova, Barcelona. Licenciada em radiologia pela ESTS de Coimbra.

Técnica de radiologia no Centro de Diagnóstico para a imagem (CDI) Hospital Clinic, Espanha. Experiência em formações como formadora na área da radiologia.

Ricardo Ribeiro, Mestre

Bacharel em Radiologia pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Licenciado em Radiologia Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Pós Graduado em Ciências da educação pela Universidade Católica Portuguesa; Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Católica Portuguesa; Pós – Graduado em Ressonância Magnética pelo ISAVE; Professor especialista em Radiologia pela CESPU; Técnico de radiologia no Centro Hospitalar do Alto Ave. Docente Ensino Superior.

Sofia Brandão, Mestre

Bacharel em Radiologia pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Licenciado em Radiologia Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto; Professora especialista em radiologia pela CESPU, Mestre em Informática Médica pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Doutoranda no Programa Doutoral de Engenharia Biomédica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Docente Ensino Superior.