Introdução

Família é contexto natural para crescer.
Família é complexidade.
Família é teia de laços sanguíneos e, sobretudo, de laços afetivos.
Família gera amor, gera sofrimento.
A família vive-se. Conhece-se. Reconhece-se (Relvas, 1996).

Pensar e abordar a Saúde Familiar é pensar nas alterações que a família sofre ao longo do tempo, é pensar nas suas funções, é pensar nas determinantes da sua saúde entre tantos outros aspetos que se entrecruzam.
O curso de Pós Graduação em Saúde Familiar visa fornecer conhecimentos multidisciplinares a todos os agentes que intervêm naquela que é a considerada a “célula fundamental' do indivíduo e da sociedade: A FAMÍLIA.

Data de realização do curso

Outubro de 2012

Áreas de conhecimento

  • Enfermagem
  • Medicina
  • Psicologia

Estrutura curricular

UC 1 – FAMÍLIA E SAÚDE, PERSPETIVAS E TENDÊNCIAS
PERSPECTIVAS TEÓRICAS DA FAMÍLIA
FAMÍLIA DO PASSADO À CONTEMPORANEIDADE
FAMÍLIA (S): A GLOBALIZAÇÃO E A MULTICULTURALIDADE

UC 2 – PLANEAMENTO EM SAUDE FAMILIAR
SAÚDE FAMILIAR
PLANEAMENTO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

UC 3 – FAMÍLIAS PROBLEMÁTICAS
FAMÍLIAS EM RISCO
A SAÚDE MENTAL DAS FAMÍLIAS

UC 4 – INVESTIGAÇÃO E INTERVENÇÃO EM SAÚDE FAMILIAR
PESQUISA EM SAÚDE FAMILIAR
ÉTICA NOS CUIDADOS À FAMÍLIA
EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM FAMÍLIA
O DIREITO DA FAMÍLIA

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Certificado de Habilitações;
Preenchimento do boletim de candidatura (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão;
Cheque ou comprovativo de transferência para o NIB 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura.

Informação e contactos

CESPU-Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Proporcionar aos profissionais um espaço de aquisição, reflexão e atualização de conhecimentos científicos na área da Saúde Familiar, numa abordagem multidisciplinar de modo a que nos diversos contextos de trabalho possam mobilizar saberes teóricos, práticos e relacionais num enfoque de continuum saúde-doença, desde o nascimento até ao fim do ciclo vital da família com a finalidade de promover e manter do equilíbrio familiar.

Específicos:

  • Identificar famílias com processos geradores de problemas e saber atuar/ encaminhar com vista à sua resolução;
  • Planear e intervir com equipas multidisciplinares nas diversas estruturas nas diferentes etapas do ciclo vital da família e em contextos de multiculturalidade;
  • Preparar e formar para uma adequada intervenção em problemáticas sociofamiliares decorrentes da vida contemporânea;
  • Incentivar a pesquisa e produção de conhecimento na área de Saúde da Família.

Resumo

Pensar e abordar a Saúde Familiar é pensar nas alterações que a família sofre ao longo do tempo, é pensar nas suas funções, é pensar nas determinantes da sua saúde entre tantos outros aspetos que se entrecruzam.
O curso de Pós Graduação em Saúde Familiar visa fornecer conhecimentos multidisciplinares a todos os agentes que intervêm naquela que é a considerada a “célula fundamental' do indivíduo e da sociedade: A FAMÍLIA.

Metodologia

As aulas serão teóricas e teórico-práticas, através da exposição das várias temáticas com análise e discussão de casos. A condição para a conclusão da pós graduação será a aprovação em todos os módulos. As notas serão de 0 a 20. A avaliação de cada disciplina é definida pelo professor respetivo na primeira aula.

Destinatários

Licenciados em Enfermagem, Medicina, Psicologia, Serviço Social, Professores, Educadores de Infância e a todos os licenciados com interesse nesta temática.

Candidatura e selecção

Análise curricular Académica e Profissional e ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

30

Carga horária

252 Horas

Unidades de crédito do curso

30

Critérios de aprovação

O número de faltas não poderá exceder 20% da carga horária.
Aprovação em todas as unidade curriculares, sendo condição de Aproveitamento uma classificação igual ou superior a 50%.

Duração e regime

O curso decorrerá de Outubro de 2012 a Julho de 2013. As aulas decorrerão às sextas, das 18h00 às 22h00 e aos sábados, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Cronograma

PROVISÓRIO
Outubro de 2012 a Julho 2013
O Cronograma poderá sofrer alterações por parte da Coordenação Pedagógica, sendo comunicado atempadamente.

Corpo docente

Fátima Ribeiro, Mestre

Mestre em Ética na área da qualidade de vida do idoso na família. Doutoranda em Ética; Especialista em Enfermagem de Reabilitação; Professora Adjunta do IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem de Reabilitação; Membro Fundador da APEG

Assunção Nogueira, Profa. Doutora
Doutorada em Educação, na área da prestação de cuidados pela família; Mestre em Ciências de Enfermagem na área de cuidados à família; Especialista em Enfermagem Comunitária; Investigadora do CITS (Centro de Investigação de Tecnologias da Saúde) na área da prestação de cuidados informais; Professora Coordenadora do IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem Comunitária; Membro Fundador da APEG.
Laurentina Santa, Mestre

Representante da OE na Conferência de Munique; Responsável da OE pela divulgação, implementação e acompanhamento do Enfermeiro de Família. Docente convidada do IPSN; Enfermeira Na ARS-Norte

Clarisse Magalhães, Profª. Doutora

Doutoramento em Saúde Pública; Mestre em Saúde Pública; Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica; Diretorado Departamento de Enfermagem; Professora Adjunta do IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem Comunitária; Membro Fundador da APEG.

Francisca Pinto, Mestre

Mestre em Ética na área da Tecnologia da Informação e Comunicação; Especialista em Enfermagem Médico Cirúrgica; Professora Adjunta do IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem

 

Cecília Santos, Mestre
Mestre em Ciências de Enfermagem, na área da doença crónica em cuidados Intensivos Pediátricos, Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica, Docente no IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica.
Carla Araújo, Dra.
Licenciada em Gestão de Recursos Humanos, Formadora na área Comportamental e Comunicação de Grupo.
Alexandra Serra, Profa. Doutora
Licenciada e Doutorada em Psicologia, área Comportamento Desviante, pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Pós-graduação em Provas Projectivas e Psicoterapia Cognitiva Narrativa. Coordenadora Mestrado em Psicologia Forense e da Transgressão do ISCSN. Docente na Licenciatura e no Mestrado de Ciências Forenses e Criminais do Departamento de Ciências do ISCSN. Docente e supervisora de estágios académicos do Departamento de Psicologia do ISCSN desde 1996. Colaboração com a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco de Valongo desde 2006. Participação em diversas investigações, actual Investigadora Principal da UnIPSa.
Ana Macedo, Dra.
Licenciada em Enfermagem. Mestranda em Sexologia. Especialidade em Sexologia. Docente no IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem.
Lurdes Teixeira, Profa. Doutora
Licenciada e doutorada em Sociologia, com especialização em Sociologia da Saúde pelo ISCTE – IUL. Possui mestrado em Relações Interculturais, com especialização em Comunicação em Saúde. É investigadora do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do ISCTE – IUL e da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), ao abrigo do Protocolo de Cooperação Académica UNIFESP/ISCTE. Professora Adjunta do Instituto Politécnico de Saúde do Norte.
Raquel Esteves, Profª. Doutora

Doutoramento em Educação; Mestre em Ciências da Educação;Investigadora do CITS (Centro de Investigação de Tecnologias da Saúde) nas áreas da multiculturalidade, literacia e cancro da mama em Portugal; Especialista em Enfermagem Médico Cirúrgica; Directora da ESSVS; Presidente da SPEO.