Introdução

A actividade física e alimentação são elementos centrais no conjunto de comportamentos favorecedores de um estilo de vida com benefícios para a saúde a curto e a longo prazo. Uma das consequências mais visíveis da falta de equilíbrio entre estes dois elementos é a elevada prevalência de obesidade verificada em Portugal. Esta ocorrência transversal a todas as idades e a ambos os sexos, apresenta maior preponderância em indivíduos de estatuto socioeconómico mais baixo, o que por si só é indicador de um problema educacional sobre o qual os profissionais de saúde pública não podem deixar de intervir.
Neste contexto, emerge a questão que se relaciona com o tipo de comportamentos sedentários e/ou passivos bem como os hábitos alimentares que caracterizam o quotidiano das pessoas e a sua própria identidade. Embora as variáveis do estilo de vida afectem de forma independente o estado de saúde, as interdependências entre essas variáveis são observadas com frequência. O exercício parece interferir sinergicamente com as diferentes variáveis do estilo de vida na promoção da saúde e da qualidade de vida, tendendo tanto os comportamentos saudáveis como os de risco a agruparem-se entre si.
A identificação destes factores é uma questão chave na detecção e superação de barreiras associadas à prática regular de actividade física, e ao reconhecimento e adopção de hábitos alimentares saudáveis, de forma operar programas estratégicos de intervenção para a saúde. A prescrição de exercício e de uma dieta equilibrada, podem ainda ser um importante meio de tratamento e reabilitação com repercussões agudas e crónicas em vários tipos de doenças hipocinéticas.
Neste sentido, o objectivo deste curso é o de proporcionar um conjunto de reflexões fundamentadas na ciência que possam consubstanciar o aumento da capacidade de intervenção pelos diferentes profissionais que trabalham no âmbito da Actividade Física e da Nutrição.

Data de realização do curso

Novembro de 2011

Áreas de conhecimento

  • Desporto
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Psicologia
  • Nutrição

Estrutura curricular

MÓDULO 1 – PROMOÇÃO DA ACTIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

  • Programas de intervenção para prevenção e tratamento do excesso de peso e obesidade – sucessos e insucessos – evidências;
  • Análise de estudos revisão sobre intervenções;
  • Como elaborar e colocar em prática um projecto de intervenção;
  • Componentes para a coordenação de um programa de promoção da actividade física para a saúde;
  • Modelos de prática. As melhores práticas em sectores chave;
  • Modelo do papel activo;
  • Politicas e programas de intervenção dirigidos às diferentes populações;
  • Tipos de população para intervenção Primária e Secundária: universal, selecção e grupo-alvo;
  • Fases do Projecto: triagem, encaminhamento/aconselhamento, intervenção e avaliação.

MÓDULO 2 – NUTRIÇÃO
  • Avaliação da composição corporal;
  • Balanço energético;
  • Aminoácidos e metabolismo proteico para o exercício;
  • Gordura, saúde e performance;
  • Necessidades de Hidratos de carbono em atletas;
  • Fluidos e electrólitos;
  • Micronutrimentos e desporto;
  • Imunonutrição e exercício;
  • Suplementos alimentares e Substâncias ergogénicas;
  • Exercício e gestão do peso;
  • Nutrição, exercício físico e saúde;
  • Doenças do comportamento alimentar em atletas;
  • Mitos alimentares de atletas;
  • Case-studies.

MÓDULO 3 – EPIDEMIOLOGIA
  • Conceitos fundamentais em epidemiologia;
  • Vigilância epidemiológica;
  • Indicadores de saúde.

MÓDULO 4 – EXERCÍCIO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS
  • Actividade física e exercício: aspectos gerais;
  • Fisiologia e Patofisiologia;
  • Efeito das doenças crónicas na resposta aguda ao exercício;
  • Benefícios do exercício nas doenças crónicas;
  • Exercício e medicação;
  • Exercício e doenças metabólicas;
  • Exercício e doenças cardiovasculares;
  • Exercício e doenças do sistema respiratório;
  • Exercício e osteoporose;
  • Exercício e doença renal;
  • Exercício e patologia tumoral.

MÓDULO 5 – MEDIDAS E AVALIAÇÕES DO DESEMPENHO HUMANO
  • Monitorização da actividade física. Vantagens e desvantagens dos instrumentos. Unidades de medida.
  • Estudos comparativos da validação e fiabilidade de cada instrumento.
  • Métodos laboratoriais vs métodos de terreno. Métodos subjectivos vs métodos objectivos.
  • Instrumentos de avaliação da Aptidão Física. Avaliação das capacidades condicionais e coordenativas;
  • Apresentação das várias baterias de testes de aptidão física. Comparação de resultados. Vantagens e desvantagens. Estudos comparativos da validação e fiabilidade de cada teste.
  • FITNESSGRAM® e Diário de Actividade Física ACTIVITYGRAM®– teoria e prática em meio escolar (Ensinos Básico e Secundário)
  • Avaliação e caracterização antropométrica: das medidas básicas à determinação de somatótipo e composição corporal.
  • Monitorização da composição corporal através de diferentes métodos e modelos de avaliação.

MÓDULO 6 – PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO
  • Periodização do exercício na prevenção, tratamento e reabilitação de doenças;
  • Exercício na saúde e na doença: conceitos, características e evidências;
  • Histórico e evolução das concepções de prescrição do exercício;
  • Relações dose-resposta;
  • Características e aplicabilidades dos métodos de prescrição do exercício na prevenção, no tratamento e na reabilitação;
  • Volume, intensidade e tipo de exercício na prevenção, no tratamento e na reabilitação de doenças;
  • Recomendações mundiais para a prescrição do exercício;
  • Concepção, prescrição e aplicação de programas de exercício para a prevenção, o tratamento e a reabilitação.

MÓDULO 7 – ENVELHECIMENTO E EXERCÍCIO
  • Aspectos gerais e modelos de envelhecimento;
  • Doenças humanas como modelos de aceleração do envelhecimento;
  • Modelo celular de envelhecimento humano;
  • Alterações nos sistemas fisiológicos relacionados com a idade;
  • Doenças comuns e papel da actividade física e exercício;
  • Adaptabilidade fisiológica ao treino e actividade física;
  • Prescrição de exercício físico para a 3ª idade.

MÓDULO 8 – COMPORTAMENTO ALIMENTAR
  • Modalidades de elevado risco de desenvolvimento de doenças do comportamento alimentar;
  • Doenças do comportamento alimentar em atletas:
    • Obesidade;
    • Anorexia;
    • Bulimia;
    • Binge eating;
  • Case-studies.

MÓDULO 9 – INTRODUÇÃO À INVESTIGAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA, NUTRIÇÃO E SAÚDE
  • Introdução ao Método Científico: Conhecimento Científico vs. Senso Comum;
  • Método Científico: Tema, Objectivos, Problema, Questões de Investigação e Hipóteses; Variáveis e Níveis de Medida; Definições de População e Amostra;
  • Tipos de Estudo e Métodos de Abordagem: Estudos Descritivos, Estudos Comparativos, Estudos Experimentais, Estudos Longitudinais, Estudos de Intervenção.

MÓDULO 10 – PSICOLOGIA PARA A ACTIVIDADE FÍSICA E SAÚDE
  • Introdução: Natureza e Âmbito da Psicologia do Desporto, Actividade Física e saúde;
  • O bem-estar psicológico na população em geral;
  • Actividade Física, Saúde e Qualidade de Vida (Benefícios e efeitos psicológicos da actividade física);
Evidência da importância do exercício físico na promoção da saúde mental;
  • O exercício como terapia;
  • Evidência para os efeitos da prática de exercício físico em diferentes variáveis psicológicas (Auto-estima e Auto-conceito físico, auto-eficácia, motivação, ansiedade e depressão);
  • Motivação e adesão à actividade física e ao exercício;
  • Deficiência, Desporto adaptado, exercício e saúde mental;
  • Implicações dos Estilos de Vida Activos ao nível individual, organizacional e social;
  • Programas de intervenção para promoção de estilos de vida activos.

MÓDULO 11 - SEMINÁRIOS
  • Tópicos Especiais em Avaliação e Prescrição do Exercício;
  • Tópicos Especiais em Metodologia da Pesquisa;
  • Tópicos Especiais em Actividade Física, Saúde e Qualidade de Vida;
  • Tópicos Especiais em Nutrição.

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Certificado de Habilitações;
Preenchimento do boletim de candidatura (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão;
Cheque ou comprovativo de transferência para o NIB 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura.

Informação e contactos

CESPU - Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Universitário de Gandra - Paredes
Campus Universitário de Gandra - Paredes
R. Central de Gandra, 1317
4585-116 GANDRA PRD - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Qualificar recursos humanos especializados para intervirem na área da Motricidade Humana e Alimentação para a Saúde.

Objectivos Específicos

  • Dotar os alunos de competências para a direcção e aconselhamento de estilos de vida activos e saudáveis;
  • Desenvolver as competências essenciais e conhecimentos básicos necessários para a prática em ambientes comunitários na área da saúde, da motricidade humana e da alimentação;
  • Desenvolver conhecimentos sobre aspectos da alimentação e da actividade física, tendo em conta factores fisiológicos, psicológicos, sociais e ambientais;
  • Desenvolver capacidades para intervir em vários contextos sociais e em diferentes escalões etários, de modo multi-perspectivado e integrado, promovendo a articulação entre organizações publicas e/ou privadas.

Resumo

A actividade física e alimentação são elementos centrais no conjunto de comportamentos favorecedores de um estilo de vida com benefícios para a saúde a curto e a longo prazo.

Metodologia

Aulas teórico-práticas que permitam a assimilação, sistematização e aplicação dos conteúdos programáticos no âmbito da disciplina, através da exposição de conteúdos, análise crítica de artigos, seminários, prática efectiva, debates e trabalhos de grupo. Aulas teóricas e aulas práticas.

Destinatários

Nutricionistas, profissionais de desporto, médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, entre outras profissões na área da saúde.

Candidatura e selecção

Análise curricular Académica e Profissional e ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

25

Carga horária

276 Horas

Unidades de crédito do curso

31

Critérios de aprovação

O número de faltas não poderá exceder 30% da carga horária.
Aprovação a todos os módulos.

Duração e regime

As aulas decorrerão à sexta-feira, das 16h00 às 20h00 e ao sábado, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, (quinzenalmente).

Cronograma

Brevemente disponível.

Corpo docente

Clarisse Magalhães, Profª. Doutora

Doutoramento em Saúde Pública; Mestre em Saúde Pública; Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica; Diretorado Departamento de Enfermagem; Professora Adjunta do IPSN no Curso Licenciatura em Enfermagem e Pós Licenciatura em Especialidade de Enfermagem Comunitária; Membro Fundador da APEG.

Outros Docentes Convidados
Luísa Maria Aires, Profa. Doutora
Doutora em Actividade Física e Saúde; Mestre em Recreação e Lazer; Investigadora do Centro de Investigação em Actividade Física, Saúde e Lazer (CIAFEL); Professora de Pós-graduação no PIAGET; Professora Educação Física Escola Secundária Valongo; Coordenadora do Projecto ACORDA-Escolas.
Carla Vasconcelos, Dra.
Especialista em Nutrição Clínica; Mestranda em Nutrição Clínica; Nutricionista da UAG da Mulher e da Criança do Hospital de São João E.P.E.; Docente convidada da Licenciatura em Ciências da Nutrição da FCNAUP.
Alberto Alves, Prof. Doutor

Doutorado em Actividade Física e Saúde na FADEUP com investigação na área da reabilitação cardíaca. Licenciado em Educação Física e Desporto pela FADEUP. Mestre em Reabilitação Cardíaca pela Universidade de Essex no Reino Unido e formação especializada em Reabilitação Cardíaca acreditada pelo European Board for Accreditation in Cardiology e pela British Association for Cardiovascular Prevention and Rehabilitation. Fisiologista do Exercício no Programa de Reabilitação Cardíaca do University Hospitals Coventry and Warwickshire NHS Trust. Revisor de várias revistas científicas nacionais e internacionais. Autor de 25 artigos científicos em revistas com revisão entre pares, 11 resumos em revistas indexadas/actas de congressos, 2 capítulos de livros internacionais e 23 comunicações em congressos nacionais e internacionais. Orientador e co-orientador de diversas dissertações de mestrado e doutoramento. Actualmente é professor auxiliar no Instituto Superior da Maia.

Fernando Ribeiro, Eng.º
Doutorado em Actividade Física e Saúde pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. Mestre em Ciências do Desporto especialização em Actividade Física para a 3ª Idade. Licenciado em Fisioterapia. Professor Coordenador Convidado sem agregação do Departamento de Fisioterapia do Instituto Politécnico de Saúde do Norte, CESPU, crl. Investigador no Centro de Investigação em Actividade Física, Saúde e Lazer da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. Qualificações especializadas em Reabilitação Cardíaca acreditadas pela European Association of Cardiovascular Prevention and Rehabilitation.
Clarice Martins, Profa. Doutora
Pós-doutoranda em Actividade Física e Saúde; Doutora em Actividade Física e Saúde; Mestre em Recreação e Lazer; Professora Adjunta do ISMAI; Regente da Disciplina Metodologia do Treino II.
Gustavo Silva, Mestre
Mestre em Ciências do Movimento Humano; Doutorando em Actividade Física e Saúde e Membro do Centro de Investigação em Actividade Física Saúde e Lazer na FADE-UP; Professor Auxiliar de Métodos Quantitativos e Estatística no ISCE.
Ana Seabra, Mestre
Doutoranda em Ciência do Desporto – FADEUP; Mestre em Ciências do Desporto na área da Actividade Física Adaptada; Bolseira da Fundação para a Ciência e a Tecnologia; Investigadora do CIFID; Professora de Educação Física.

Emolumentos

Candidatura
50 Euros
Propinas
2.880 Euros ou 12 prestações mensais de 240 Euros.
(Cheques pré-datados)
20% Desconto para Cooperantes e funcionários da CESPU.
10% Desconto para Ex-alunos da CESPU, e para Instituições Protocoladas.
5% Desconto a pronto pagamento.