Introdução

A importância das plantas medicinais como recurso terapêutico, como fonte de fármacos e na pesquisa de novos compostos bioactivos é uma facto real e actual e a investigação em Fitoquímica nunca foi tão fecunda no plano nacional e internacional como tem sido nestes últimos anos. A qualidade, segurança e eficácia dos produtos à base de plantas bem como a sua obtenção e produção, são essenciais no mercado dos fitoterápicos.

Data de realização do curso

Abril de 2009

Local(is) de realização

Escola Superior de Saúde do Vale do Ave - Vila Nova de Famalicão

Áreas de conhecimento

  • Farmácia
  • Ciências Farmacêuticas
  • Análises Clínicas e de Saúde Pública

Estrutura curricular

MÓDULO 1 - ISOLAMENTO E OBTENÇÃO DE FITOTERÁPICOS
- Técnicas de extracção de produtos vegetais;
- Técnicas de isolamento de princípios activos;
- Biogénese dos metabolitos secundários;
- Estereoquímica de produtos naturais;
- Planeamento de fármacos baseado em produtos naturais;
- Relação estrutura-actividade de produtos naturais;
- Síntese e semi-síntese de fármacos a partir de produtos naturais;
- Técnicas analíticas para elucidação estrutural
- Interesse da indústria farmacêutica pelas matérias-primas vegetais.

MÓDULO 2 - TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DE FITOTERÁPICOS
- Produtos naturais no desenvolvimento de medicamentos e cosméticos.
- Relações entre componentes de produtos naturais e a biodisponibilidade.
- Definições fundamentais: produtos farmacêuticos; veículos; corantes e aromatizantes, conservantes e antioxidantes.
- Noções de transferência de massa e de energia. Processos de base: difusão, mistura, redução de tamanho, emulsão, filtração, centrifugação, destilação, evaporação, extracção, cristalização e secagem.
- Instalações e equipamentos. Estruturas básicas de produção, instalações, equipamentos, fluxo de produção, projectos de unidades produtivas.
- Colheita, acondicionamento, armazenamento e embalagem.
- Estabilidade, incompatibilidades e controle em processo de formas farmacêuticas: sólidas (pós, comprimidos, drageias e cápsulas), líquidas (soluções orais, oftálmicas e otológicas), cavitárias (óvulos e supositórios) e obtidas por extracção (extractos, tinturas e óleos).

MÓDULO 3 - CONTROLO DE QUALIDADE DE FITOTERÁPICOS
- Conceito de qualidade e sua evolução, conceitos e definições, fiabilidade e qualidade.
- Qualidade das plantas medicinais: o papel das farmacopeias no controlo de qualidade deste tipo de matérias primas.
- Controlo botânico, químico e biológico.
- Métodos e técnicas de melhoria contínua, as ferramentas da qualidade, os custos da qualidade, os grupos da qualidade, formação e comunicação.
- O Sistema Português da Qualidade, introdução. Subsistema de normalização, subsistema de metrologia, subsistema de qualificação.
- Certificação, empresas. Processo de certificação, auditorias da Qualidade. ISO 9000. Normas NP EN ISO 9000:2000. Normas NP EN ISO 22000:2005. H.A.C.C.P. - 'Hazard Analysis Critical Control Points', conceitos e definições, adequação do plano, pré-requisitos, implementação, análise de perigos, auditoria ao sistema, acções correctivas, verificação do plano.

MÓDULO 4 - BIOTECNOLOGIA EM FITOTERÁPICOS
- Métodos biotecnológicos de obtenção de produtos naturais.
- Produção de compostos bioactivos em culturas de células vegetais: condições e meios de cultura, transformação genética, manipulação epigenética, biorreactores e imobilização de células vegetais, técnicas de screening e elicitação, bioengenharia.

MÓDULO 5 - SEMINÁRIOS

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass (ver anexo);
Fotocópia do Certificado de Habilitações;
Preenchimento do boletim de candidatura (ver anexo);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, cartão de contribuinte;
1 Fotografia;
Cheque no valor da candidatura.

Informação e contactos

CESPU-Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Esta pós-graduação permite a actualização na área da fitoquímica e da tecnologia dos produtos fitoterápicos, não esquecendo a actualização de conhecimentos referente aos novos produtos fitofarmacêuticos introduzidos no mercado ou em fase de investigação e que num futuro breve entrarão em fase de comercialização.
Desenvolver e aprofundar conhecimentos e competências científicas fundamentais para a manipulação e utilização de medicamentos e de outros produtos de saúde à base de plantas. Pretende igualmente proporcionar conhecimentos científicos multidisciplinares, etnofarmacológicos, fitoquímicos, e tecnológicos que permitam fundamentar o desenvolvimento de medicamentos à base de plantas.

Resumo

A importância das plantas medicinais como recurso terapêutico, como fonte de fármacos e na pesquisa de novos compostos bioactivos é uma facto real e actual e a investigação em Fitoquímica nunca foi tão fecunda no plano nacional e internacional como t

Metodologia

A Pós-Graduação em Fitoquímica está organizada em módulos, constituídos por unidades curriculares distintas, cada uma das quais com conteúdos programáticos específicos.
O plano pedagógico desenvolve-se em aulas teóricas e aulas práticas laboratoriais.

Destinatários

O curso destina-se a Licenciados em Ciências Farmacêuticas, Biologia, Bioquímica, Licenciados/Bacharéis em Farmácia, Marketing Farmacêutico, Análises Clínicas e Saúde Pública e outras áreas afins e profissionais da Industria Farmacêutica qualificados.

Candidatura e selecção

Análise curricular Académica e Profissional.

Nº de vagas para o curso

25

Carga horária

270 Horas

Unidades de crédito do curso

33

Critérios de aprovação

O número de faltas não poderá exceder 20% da carga horária.
Aprovação a todos os módulos.

Duração e regime

O Curso decorrerá de Abril a Dezembro de 2009.
As aulas decorrerão à sexta-feira, das 18h00 às 22h00 e ao sábado, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (quinzenalmente).

Corpo docente

Teresa Herdeiro, Profª. Doutora

Licenciada em Ciências Farmacêuticas Especialista em Registos e Regulamentação Farmacêutica Mestre em Engenharia Alimentar Doutorada em Saúde Publica Docente do IPSN - ESSVA.

Marisa Rodrigues Machado, Profa. Doutora

Licenciada e Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC). Mestre em Tecnologia do Medicamento na especialidade de Farmacologia pela FFUC. Doutorada em Farmácia pela FFUC. Docente dos cursos de Farmácia e Marketing Farmacêutico da ESSVA/IPSN-CESPU. Investigadora do Centro de Estudos Farmacêuticos da FFUC e do CITS-IPSN. Consultora Científica.

Emília Santos, Profa. Doutora

Licenciada em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Doutorada em Química Analítica, Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Mestrado Integrado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Porto. Docente do IPSN – ESSVA.

Luísa Ferreira, Mestre
Licenciada em Bioquímica. Auditora da APCER. Mestre em Bioquímica. Docente do IPSN - ESSVA.
Lígia Couto, Profa. Doutora
Profª. Catedrática, Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Doutorada em Farmácia, especialidade de Farmacognosia e Fitoquímica, Universidade de Coimbra. Licenciada em Ciências Farmacêuticas.
Carlos Manuel Freire Cavaleiro, Prof. Doutor
Professor Auxiliar da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Doutorado em Farmácia, especialidade de Farmacognosia e Fitoquímica, Universidade de Coimbra. Provas de Aptidão Pedagógica e de Capacidade Científica - Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Licenciatura em Ciências Farmacêuticas.
Maria Teresa Baptista, Profa. Doutora
Professora Associada da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra. Doutorada em Farmácia, especialidade de Farmacognosia e Fitoquímica, Universidade de Coimbra. Licenciada em Ciências Farmacêuticas.

Emolumentos

Candidatura
50 Euros
Propinas
Para Cooperantes da CESPU, Crl e Instituições Protocoladas
2.475 Euros ou 9 prestações mensais de 275 Euros
Para Não Cooperantes da CESPU, crl
2.700 Euros ou 9 prestações mensais de 300 Euros
(Cheques pré-datados)