Introdução

Numa sociedade marcada por mudanças rápidas, profundas e baseadas em paradigmas que nada têm a ver com o passado, mesmo que recente, obriga as organizações a reformularem maneiras de estar e, não raras vezes, a reinventarem-se nas suas matrizes: e isto sem que a sua cultura fundadora seja colocada em questão.
E aqui todos os subsistemas relacionados com as pessoas são dos que se mostram mais sensíveis e passíveis de sofrerem alterações e ou representarem vantagens competitivas caso garantam diferenças no factor que mais propicia o desenvolvimento e adaptabilidade das organizações: as pessoas.
Em abono da verdade deve ser dito que as pessoas não mereceram nas organizações portuguesas, até um passado não distante, grande atenção: eram vistas como um recurso abundante e a quem não era, via regra, exigida grande qualificação.
Na sociedade do conhecimento, porém, o tal recurso que não era considerado fundamental, passou a assumir valências estratégicas e novas valorações até agora inimagináveis.

FINALIDADE
Tratando-se de um domínio do saber relativamente recente, não abundam pessoas efectivamente preparadas para desempenharem funções nesta área com saberes e competências consolidadas e que se afirmam para além de empirismos adquiridos com o decorrer dos tempos e pela transmissibilidade daqueles que ocupavam funções há mais tempo. E isto, fundamentalmente, nas seguintes áreas:

  • Administração de pessoas;
  • Organização processual;
  • Direitos e deveres dos actores intervenientes;
  • Relações trabalhistas;
  • Comportamento organizacional;
  • Gestão intermédia de pessoas.
Em suma: vendo-se a administração de pessoas como uma actividade meio, toda o processo formativo no curso agora proposto será pensado e desenvolvido de forma a capacitar os formandos a prestarem um serviço de qualidade e excelência, a partir do aprofundamento de conceitos teóricos e de vivências práticas. Assim, e de uma forma dialéctica e construtivista, será garantido a qualquer formando desenvolver um modelo integrado e integrador e de forma a constituir uma vantagem competitiva para a organização.

Data de realização do curso

Novembro de 2010

Áreas de conhecimento

  • Desporto
  • Enfermagem
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Medicina
  • Medicina Dentária
  • Psicologia
  • Segurança e higiene no trabalho
  • Gestão/administração
  • Cardiopneumologia
  • Podologia
  • Ciências Farmacêuticas
  • Análises Clínicas e de Saúde Pública
  • Nutrição

Estrutura curricular

MÓDULO 1 - TEORIAS ADMINISTRATIVAS NA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

  • Visão global e crítica das teorias administrativas mais relevantes da Ciência da Administração;
  • Estudo comparativo das diversas tendências actuais a nível mundial;
  • Reflexão aprofundada sobre possíveis interfaces com a gestão de pessoas.

MÓDULO 2 - DIMENSÃO COMPORTAMENTAL DAS ORGANIZAÇÕES
  • Análise aprofundada da vertente comportamental das organizações;
  • A polivalência nas organizações;
  • Abordagem, escolas e teorias de gestão comportamental das organizações;
  • Necessidades futuras e exigências de novos comportamentos;
  • O homem-total característico da chamada sociedade do conhecimento;
  • Dialéctica da pressão dos objectivos versus a necessidade de manter, garantir e desenvolver competências a cada trabalhador / organização.

MÓDULO 3 - COMUNICAÇÃO PARA A GESTÃO DA MUDANÇA
  • Processo Comunicacional. Funções da Comunicação. Mitos e Realidades da Comunicação.
  • Leis da Comunicação. O Feedback.
  • O processo comunicacional e a melhoria na sua eficácia. Barreiras à Comunicação. Comunicação electrónica.
  • Melhorar a Capacidade Comunicacional. Escutar competentemente.
  • Estilos Comunicacionais. Modelo SARA.
  • A comunicação como acto criativo. Comportamentos de comunicação mais importantes para a eficácia dos subordinados.
  • Redes de Comunicação.
  • A Comunicação para o alinhamento dos objectivos, em ordem ao atingimento dos resultados da mudança desejados.

MÓDULO 4 - TRABALHAR NA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO
  • Significado e valências do trabalho na sociedade contemporânea;
  • Problemática das qualificações e das competências;
  • A responsabilidade social de todos os actores: empregabilidade e empresabilidade.

MÓDULO 5 - A GESTÃO DE PESSOAS: GESTÃO INTEGRADA E PERSPECTIVAS
  • Perspectiva abrangente e adequada sobre a visão estratégica da qualidade e quantidade de recursos humanos requeridos pelo desenvolvimento futuro das operações produtivas;
  • Orientação e controlo de planos de acção para corrigir, oportunamente, diferenças entre os recursos humanos que se estimam necessários e aqueles actualmente à disposição da organização;
  • Função estratégica e diferenciadora dos recursos humanos;
  • O balanço social e outros indicadores de gestão de pessoas.

MÓDULO 6 - LEGISLAÇÃO LABORAL
  • Regime jurídico-laboral e gestão integrada de RH;
  • Legislação laboral como instrumento e não como finalidade;
  • Legislação laboral aplicável à actividade privada e específica da Administração Pública.

MÓDULO 7 - RECRUTAMENTO, SELECÇÃO E SOCIALIZAÇÃO
  • Procedimentos de atracção de candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar cargos dentro da organização;
  • Processos de selecção dos candidatos mais adequados aos cargos existentes, visando manter ou aumentar a eficácia e o desempenho.
  • Socialização do trabalhador (acolhimento e integração) perspectivada de forma sistémica.

MÓDULO 8 - GESTÃO DAS CARREIRAS, DAS REMUNERAÇÕES E DOS INCENTIVOS
  • Capacitação dos alunos quanto às repercussões da gestão das carreiras, remunerações e incentivos nas organizações;
  • Capacitação dos alunos quanto à existência de filosofias próprias das organizações;
  • Importância competitiva da organização no mercado de trabalho em função das relações da organização com os próprios trabalhadores.
  • Especificidade da gestão de carreiras por competências.

MÓDULO 9 - AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
  • Capacitação dos alunos quanto a opções em termos análise, avaliação e comparação do potencial e desempenho dos indivíduos;
  • Estudo comparativo e crítico dos principais métodos de avaliação.
  • O SIADAP (modelo de Avaliação da Administração Pública – carreiras gerais)

MÓDULO 10 - OS RECURSOS HUMANOS NUM CONTEXTO INTERNACIONAL
  • Gestão de Recursos Humanos comparada – opções no âmbito internacional;
  • O benchmarking enquanto modelo de maximização de resultados.

MÓDULO 11 - ÉTICA E CULTURA ORGANIZACIONAL
  • Papel estratégico da Ética e da Cultura organizacional no âmbito da gestão dos Recursos Humanos;
  • Principais vertentes da Ética e da Cultura organizacional e sua correlação com os RH e a sustentabilidade das empresas;
  • Necessidade de re-humanizar o mundo do trabalho.

MÓDULO 12 - FORMAÇÃO E GESTÃO DE COMPETÊNCIAS
  • Papel estratégico das políticas de formação de RH com vista à eficiência e a eficácia organizacional;
  • Formação que disponibiliza conhecimentos, habilidades, atitudes, como meio para evitar o desfasamento das inovações entretanto acontecidas em relação ao campo de actividades de cada trabalhador;
  • Formação para a consciencialização das mutações da envolvente;
  • Formação e desenvolvimento para o crescimento do trabalhador como pessoa e como profissional.

MÓDULO 13 - TRABALHO EM EQUIPE
  • Capacitação dos alunos para trabalhar em equipa em ordem ao alcance dos resultados desejados.

MÓDULO 14 - GESTÃO DE CONFLITOS
  • Capacitação dos alunos para, a partir da capacidade de trabalhar em equipa, alcançar os resultados desejados dominando os aspectos fundamentais da gestão de conflitos.

MÓDULO 15 - GESTÃO DA MUDANÇA E EMPREENDEDORISMO
  • Dinâmicas dos processos de mudança:
    • Como iniciar ou gerir as mudanças;
    • Como pilotar a realidade humana das organizações em contextos de mudança;
  • O espírito empreendedor e a gestão da mudança.

MÓDULO 16 - GESTÃO CONTABILÍSTICO-FINANCEIRA PARA GESTORES DE RECURSOS HUMANOS
  • As linguagens e os indicadores contabilístico-financeiros – como os ler de forma a poder-se optimizar o subsistema recursos humanos.

MÓDULO 17 - SAÚDE OCUPACIONAL
  • Normas e procedimentos que visam a protecção da integridade física e mental de qualquer trabalhador;
  • Preservação dos riscos de saúde inerentes às tarefas do cargo e ao meio ambiente físico onde são executadas.

MÓDULO 18 - INFORMÁTICA APLICADA À GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
  • Necessidades, potencialidades e vantagens das aplicações informáticas;
  • Exemplos de ofertas existentes no mercado.

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Certificado de Habilitações;
Preenchimento do boletim de candidatura (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, cartão de contribuinte;
2 Fotos tipo passe devidamente identificadas (não são aceites fotografias digitalizadas);
Cheque ou comprovativo de transferência para o NIB 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura.

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Pretende-se, fundamentalmente, que os formandos assumam uma visão integrada e integradora dos recursos humanos numa perspectiva estratégica e em que a pessoa represente, de facto, o capital mais precioso de qualquer país ou organização.
Assim, e especificamente no sector da saúde, são objectivos primordiais:

  • Permitir a aquisição, e/ou desenvolvimento de competências a profissionais para que se sintam à-vontade para o exercício de funções relativas ao planeamento e gestão de recursos humanos, quer no âmbito das empresas, quer da Administração Pública;
  • Proporcionar, além da transmissão de conhecimentos, um ambiente favorável à transferência dessa aprendizagem para o desenvolvimento individual e grupal;
  • Criar condições para a implementação de uma atitude de autocrítica permanente, como uma forma reflexiva de construção de novos saberes.

Resumo

Numa sociedade marcada por mudanças rápidas, profundas e baseadas em paradigmas que nada têm a ver com o passado, mesmo que recente, obriga as organizações a reformularem maneiras de estar e, não raras vezes, a reinventarem-se nas suas matrizes: e isto sem que a sua cultura fundadora seja colocada em questão.

Metodologia

  • Um ciclo de enquadramento:
Tem como finalidades básicas:
  • Favorecer um rápido relacionamento interpessoal de modo a propiciar um bom clima social e de aprendizagem ao longo de todo o curso e,
  • Independentemente da formação básica ou experiência profissional de qualquer formando, adquirir determinados conhecimentos que possibilitarão:
    • Uniformidade de linguagem;
    • Melhor desenvolvimento do ciclo seguinte;
    • Uma visão sistémica das organizações;
    • Tomada de consciência crítica da evolução histórica das diversas teorias e modelos de gestão;
    • Novas atitudes e comportamentos.
  • Um ciclo de desenvolvimento de competências específicas que visa, essencialmente, dotar os participantes de conhecimentos teóricos, operativos e instrumentais que lhes garantam a possibilidade de proceder a inovações nos seus locais de trabalho.
Em todas as Disciplinas será dado um enfoque particular às especificidades do Sector da Saúde, sem perderem a sua natureza geral e abrangente.

Destinatários

Quadros superiores, desde logo do Sector da Saúde, que actuem em áreas relacionadas com a administração, gestão e desenvolvimento de Recursos Humanos.
Licenciados que pretendam adquirir competências específicas na área da gestão das pessoas.

Candidatura e selecção

Análise curricular Académica e Profissional e ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

25

Carga horária

303 Horas

Unidades de crédito do curso

35

Critérios de aprovação

O número de faltas não poderá exceder 20% da carga horária. Aprovação em todos os módulos, sendo condição de aproveitamento uma classificação igual ou superior a 50%.

Duração e regime

O Curso decorrerá de Novembro de 2010 a Novembro de 2011. As aulas decorrerão às sextas, das 17h00 às 21h00 e aos sábados, das 09h00 às 13h00.

Cronograma

Brevemente disponível.

Corpo docente

Beatriz Jurado, Mestre
Lic. em Direito. Mestre em Administração Publica. Directora de Serviços da ARS-Norte.
Jose Costa Dantas, Mestre
Mestrado em Administração Pública/RH. Licenciado em Filosofia.Director / Assessor de Recursos Humanos - DRAEDM – Ministério da Agricultura. Formador / Consultor / Auditor em diversas instituições nacionais e estrangeiras, públicas e privadas (Portugal, Brasil, Uruguai). Professor Universitário.
Oliveira Rocha, Prof. Doutor
Licenciado em Direito. Doutorado em Gestão (USA). Professor catedrático (UM). Formador.
Célio Sousa, Prof. Doutor
Licenciado em Psicologia. Doutorado em Psicologia do Trabalho. Professor universitário.
Tiago Gali Macedo, Mestre
Licenciado em Direito (Universidade Católica, Porto). Doutorando – University of Salford (UK). Advogado.
Alberto Pinto, Dr.
Pós-Graduação em Gestão de Marketing. Licenciado em Psicologia (Universidade do Porto). Docente do ensino superior. Director e sócio-gerente da Link T. Formador e consultor.
Alberto Moreira, Dr.
Licenciado em Filosofia ( Faculdade de Letras – Universidade do Porto). DBA – Diploma Business Administration (ISTE). Director de Recursos Humanos - Groz-Beckert. Docente do ensino superior. Formador e consultor.
Benjamim Cruz, Prof. Doutor
Professor catedrático dos cursos de graduação e pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Catarina - Florianópolis, Brasil, desde 1981. Pós-Doutorado de Quadros Dirigentes para a Administração do Desenvolvimento e da Integração Económica, Universidade do Minho, Portugal, 1990. Doutorado em Administração, University of Southern California, EUA, 1981. Mestrado em Administração, University of Southern California, EUA, 1979.
António Fernando Santos Lourenço, Mestre
Licenciado em Gestão de empresas (UM). Mestrado em Gestão (UM). Secretário da Escola de Psicologia da UM.
Maurício Soares, Dr.
Licenciado em Medicina. Especialização em medicina do trabalho. Médico em medicina do trabalho na Unicer. Formador e consultor.
José Luís Reis, Mestre
Licenciado em Informática / Matemáticas aplicadas (Universidade Portucalense). Mestrado em Informática(Universidade Portucalense). Director de Sistemas de Informação da CVRVV. Professor Universitário.

Emolumentos

Candidatura
50 Euros
Propinas
2.800 Euros ou 14 prestações de 200 Euros
(Cheques pré-datados)
20% Desconto para Cooperantes e funcionários da CESPU.
10% Desconto para Ex-alunos da CESPU, e para Instituições Protocoladas.
5% Desconto a pronto pagamento.