Introdução

A doença cardiovascular assume uma liderança destacada no mundo ocidental na morbilidade e mortalidade das populações. A morte súbita é muitas vezes a primeira manifestação dessa doença. A fibrilhação ventricular é o mecanismo mais frequente da paragem cardio-respiratória (PCR) de origem cardíaca e o seu único tratamento eficaz é a desfibrilhação eléctrica. A probabilidade de sobrevivência é tanto maior quanto menor o tempo decorrido entre a fibrilhação e a desfibrilhação. Sendo que a rápida desfibrilhação enquanto objetivo é difícil de atingir se efetuada apenas por médicos, já que a PCR ocorre na maioria das vezes em ambiente pré-hospitalar, recomenda-se que profissionais não médicos sejam treinados e autorizados a utilizar desfibrilhadores desde que a sua atuação seja enquadrada em Programas de DAE com controlo e auditoria médica qualificada. Só assim se conseguirá a conjugação de esforços que tornam a desfibrilhação um meio para atingir um objetivo último de melhoria da sobrevida após PCR de origem cardíaca. Nesse sentido, e com intenção de promover a utilização de Desfibrilhadores Automáticos Externos (DAE) em locais públicos ou em veículos de emergência, organizou-se esta ação que visa formar operacionais de Desfibrilhação Automática Externa.

Data de realização do curso

17 de Março de 2018

Local(is) de realização

Campus Universitário de Gandra - Paredes

Estrutura curricular

▪ Cadeia de Sobrevivência. 
▪ Riscos para o reanimador.
▪ Algoritmo de SBV. 
▪ Posição lateral de segurança. 
▪ Algoritmo de desobstrução da via aérea. 
▪ Algoritmo de SBV com DAE.

Acreditação(ões)

A Entidade Formadora é Certificada  pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) 

Documentação necessária de candidatura

Preenchimento do boletim de candidatura online: https://inscricoes.cespu.pt/index.php/141458?lang=pt;
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão(opcional); 
Cheque ou comprovativo de transferência para o IBAN PT50 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura.

Informação e contactos

CESPU - Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06
info@formacao.cespu.pt
www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Coordenação científica

Objetivos

Adquirir competências que lhe permitam realizar corretamente manobras de SBV com utilização de um Desfibrilhador Automático Externo (DAE), numa vítima em paragem cardiorrespiratória

Específicos (Operacionais)
▪ Compreender o conceito de cadeia de sobrevivência;
▪ Identificar os potenciais riscos para o reanimador;
▪ Saber executar corretamente as manobras de SBV; 
▪ Conhecer o conceito de DAE; 
▪ Identificar as regras de segurança inerentes à utilização de DAE;
▪ Descrever os passos e a sequência de intervenções com o DAE; 
▪ Saber executar corretamente o algoritmo de SBV com utilização de DAE.

Destinatários

Profissionais de saúde e leigos

Candidatura e selecção

Candidaturas encerradas

Vagas preenchidas

(salvo preenchimento do número de vagas disponiveís)

Nº de vagas para o curso

12

Carga horária

7 horas

Critérios de aprovação

Avaliação Prática Contínua.

Para ficar aprovado terá o formando que obter classificação igual ou superior a 10 valores.

Cronograma

09 de março de 2018

Corpo docente

Fernando Gonçalves Fernandes, Enf.

Licenciatura em Enfermagem. Enfermeiro no Serviço de Urgência Geral e VMER do Hospital de Braga; Instrutor Internacional dos cursos: First Aid, CPR e AED, Firs Responder, GEMS, PEPP, AMLS, ITLS, Gestão de Crise e Incident Comand System (ICS); Instrutor Nacional dos cursos: SBV e DAE, AAPCR e CETC.

Hugo Sousa, Enf.

Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica; Pós Graduação em Trauma Emergência e Catástrofe; Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica. Enfermeira na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente do Hospital de Braga; Enfermeiro Coordenador Hospitalar de Doação e Transplanteção de Órgãos do Hospital de Braga; Formador da Academia CUF nos cursos de Ventilação Mecânica Invasiva para Enfermeiros e Monitorização do Doente Crítico; Coordenador e formador do programa de Suporte Básico de Vida e Desfibrilação Automática Externa da CESPU formação; Formador do curso International Trauma Life Support (ITLS) da CESPU formação; Formador acreditado do Emergency Care & Safety Institute.

José Magalhães, Mestre

Mestrado com especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na vertente do Cuidar da Pessoa em Situação Crítica; Pós-Graduado em Gestão de Cuidados de Saúde; Pós-Graduado em Formação de Formadores em Emergência, Trauma e Catástrofe; Pós-Graduado em Emergência e Trauma. Enfermeiro na Delegação Regional do Norte – INEM, com funções de coordenação e prestação de cuidados de saúde nos meios SIV, VMER e Helicóptero de emergência; Formador da escola INEM e Escola Nacional de Bombeiros na área de emergência médica pré-hospitalar nos níveis básico e avançado; Formador de SBV-DAE .

 

Mário Branco, Mestre

Licenciado Em Enfermagem, Pós-Graduado em Enfermagem de Emergência, Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica. Exerceu, nenhum Hospital Geral de Santo António, nenhum Serviço de Neurologia, não presente, não funciona. Hospital de São João. Prestação de cuidados de saúde. Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes da Urgência. Enfermeiro na Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Centro Hospitalar de São João. Formador em diversas áreas, Trauma (Grupo de Trauma HSJ de 2002 a 2006) Cuidados Intensivos, Emergência Pré-Hospitalar, Tripulante de Ambulância de Transporte (Escola Nacional de Bombeiros desde 2012), Suporte Básico de Vida com Desfibrilhação Automática Externa (Escola Nacional de Bombeiros desde 2012). Desempenha também serviço de Voluntariado nos Bombeiros Voluntários de Gondomar desde 2002,

Mauro Alexandre Pereira, Dr.

Mestrado Integrado em Medicina, médico especialista em Anestesiologia no Hospital de Braga, Médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Braga e da equipa de Emergência Interna e Sala de Emergência do Hospital de Braga – desde Maio de 2015. Colaborador da Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes do Hospital. coordenador e formador do Curso de Transporte do Doente Critico, formador do curso International Trauma Life Support (ITLS) da CESPU formação entre outros.