Introdução

As técnicas não invasivas, tem sido consideradas como uma alternativa importante à ventilação mecânica convencional no tratamento de pacientes com insuficiência respiratória aguda. A sofisticação dos equipamentos e máscaras tornou os benefícios do método indiscutível. O enfermeiro é considerado um profissional fundamental e tem ao seu alcance uma gama de estratégias e técnicas que contribuem não somente para o aumento da eficácia da ventilação não invasiva, como também para a redução dos factores de intolerância a esta terapêutica.

A ventilação mecânica não invasiva é uma importante modalidade terapêutica que possui os seguintes objectivos:

 - manutenção das trocas gasosas pulmonares, redução do trabalho respiratório, manutenção dos volumes pulmonares e a redução da dispneia.

 - o uso do procedimento através da pressão positiva é executado na ausência da via aérea artificial e com o emprego de máscaras faciais ou nasais, têm recebido cada vez mais importância na literatura científica e na aplicação clínica .

Data de realização do curso

Abril de 2016

Áreas de conhecimento

  • Enfermagem

Estrutura curricular

Componente Teórica:

insuficiencia respiratoria aguda:

hipoxemia e hipercapnia.fundamentos ,bases e interpretação;

indicações e contraindicaçoes da ventilação mecanica não invasiva( VMNI)

interfaces em VMNI

o que é um ventilador?

modos ventilatorios, seleção de parametros

tecnicas de humidificaçaõ em VMNI

como iniciar  a VMNI.

monitorização do paciente com VMNI

complicaçoes da VMNI

 aplicabilidade da ventilação não invasiva no pré-hospitalar, sala de emergencia .

ventilação mecanica não invasiva em situações especiais -patologia respiratoria crónica obstrutiva, restritiva, ARDS, pneumonia,politraumatizados e pacientes oncologicos, doente neuromuscular, SAOS, EAM,Pediatria/Neonatologia

ventilação não invasiva em procedimentos endoscopicos ( broncoscopia)

cuidados respiratórios no paciente com VMNI-tosse assistida,ventilação externa oscilante , cinesiterapia respiratoria, cough assist

Componente Prática :

o que é um ventilador?

modos ventilatórios CPAP, BIPAP , AVASP

inicio da ventilação não invasiva

interpretação das fugas e assincronia paciente ventilador

interfaces

cough assist

smarvest

cuidados respiratorios.tosse assistida, cinesiterapia respiratória

CPAP Boussignac

tipo de ventiladores no domicilio

Dotar os enfermeiros de um conjunto de conhecimentos, capacidades e atitudes no domínio ventilação não invasiva.

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass;

Fotocópia do Certificado de Habilitações; 

Preenchimento do boletim de candidatura;

Fotocópia do Bilhete de Identidade,

Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão; 

Cheque ou comprovativo de transferência para o IBAN PT50 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura(50€).

Informação e contactos

CESPU-Formação

Rua Central de Gandra, 1317

4585-116 Gandra - Paredes

Tel. 224 157 174/06

info@formacao.cespu.pt

www.cespu.pt

Local(is) de formação do curso

Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
Campus Académico de Vila Nova de Famalicão
R. José António Vidal,81
4760-409 Vila Nova de Famalicão - PORTUGAL

Entidades parceiras

Coordenação científica

Coordenação pedagógica

Objetivos

Pretende-se que os discentes adquiram competências na área do saber, do saber ser e do saber fazer de uma forma crítica e activa e em que o prazer das aquisições feitas se transporte para sua vida pessoal e profissional.

No final do curso, pretende-se, que os formandos que concluam com aproveitamento obtenham os seguintes conhecimentos/competências:

  • Adquirir uma visão teórica actual das indicações e eficácia da VMNI em doentes agudos;
  • Fazer uma correcta aplicação dos modos ventilatórios e interfaces a cada situação clínica;
  • Executar o ajuste e monitorização dos parâmetros ventilatórios;
  • Adquirir o conhecimento dos diferentes equipamentos e acessórios complementares à VMNI;
  • Saber os critérios de eficácia e insucesso da VMNI;
  • Fazer uma aplicação correcta dos protocolos e “guidelines” de VMNI.

Metodologia

A metodologia de ensino baseia-se essencialmente num conjunto de aulas teóricas, teórico-práticas e práticas em sala de aula. As aulas práticas com equipamentos de ventilação não invasiva.

Destinatários

Enfermeiros (as)

Cardiopneumologiastas

Candidatura e selecção

Candidaturas até 25-03-2016

Análise curricular Académica e Profissional e ordem de inscrição.

Nº de vagas para o curso

30

Carga horária

20 Horas

Unidades de crédito do curso

2,5

Critérios de aprovação

Não são permitidas faltas.

Aprovação na unidade curricular, sendo condição de aproveitamento uma classificação igual ou superior a 50%.

Duração e regime

O Curso decorrerá durante o mês de Abril de 2016. As aulas serão realizadas no dia 9 de Abril(sábado, das 9h00 às 20h00) e no dia 10 de Abril(domingo, das 9:00 às 20:00).

Cronograma

9 e 10 de Abril de 2016

Corpo docente

Graciete Costa Gonçalves, Enfa.

Licenciatura em Enfermagem. Enfermeira da Unidade de Cuidados Intensivos e VMER do Centro Hospitalar de Vila Real/Peso da Régua, EPE. Curso Pós-licenciatura em Enfermagem Médico-Cirúrgica. Instutora Internacional dos cursos: First Aid, CPR e AED, First Responder, GEMS, PEPP, ITLS e Gestão de Crise. Instrutor Nacional dos cursos: SBV e DAE, AAPCR e CETC.